Quantcast

Num mundo cada vez mais digital, a segurança os dados online é um factor de elevada importância, devido às consequências que pode causar aos utilizadores e reputações negativas para as empresas e startups.

Publicidade

Os ataques informáticos são cada vez mais frequentes, uma das grandes ameaças para as empresas e startups em todos os setores de atividade. O mundo digital transformou a forma como comunicamos e trouxe uma série de desafios para a nossa sociedade, onde a segurança da internet é cada vez mais essencial.

No último ano houve um aumento dos ciberataques um pouco por todo o mundo e em Portugal, em particular, têm ocorrido alguns dos mais graves, principalmente na área da comunicação social, no inicio do ano foi ao grupo Impresa, detentor do canal de televisão SIC e do jornal Expresso, que terá destruído todos os arquivos de notícias armazenados nos respetivos servidores e mais recentemente ao Jornal I, que foi obrigado à suspender a edição impressa.

Estes ataques informáticos podem ser ainda mais graves, como aconteceu nos últimos dias, à companhia aérea TAP, mesmo não afectando a segurança das operações, o ciberataque aos servidores da TAP resultou na divulgação dos dados pessoais de 1,5 milhões de clientes, entres eles estão os dados pessoais do primeiro-ministro, António Costa, do diretor do Serviço de Informações de Segurança (SIS), Adélio Neiva da Cruz, e do comandante-geral da GNR, Rui Clero.

Se é cliente da TAP, possivelmente os seus dados foram divulgados, deve por precaução, alterar a senha de acesso à sua área reservada e ter mais cuidado com quaisquer comunicações não solicitadas e evite clicar em ligações ou descarregar anexos provenientes de endereços de e-mail suspeitos.

Por estes motivos, é fundamental haver cada vez mais uma aposta e investimento na cibersegurança, uma prática que protege todo o tipo de sistemas digitais, desde computadores, servidores e rede de dados, com o objectivo de prevenir ou mitigar danos. A cibersegurança deve ser uma prática em todas as organizações, públicas, privadas, pequenas ou grandes, e mesmo em termos pessoais, deve haver mais partilha de conhecimento sobre esta temática.

Aconselho a manterem os programas e web sites actualizados, cópias de segurança regulares e atualizadas de todos os seus ficheiros off-line e off-site, ter muito cuidado com anexos não solicitados e a utilizar senhas fortes e com dupla autenticação sempre que possível. Para prevenir, qualquer organização deve consultar um especialista em cibersegurança para realizar uma análise completa de possíveis problemas e, dessa forma, ficarem mais descansados e protegidos no futuro.