A aventura de empreender é o caminho de criar algo diferenciador, resolver um ou vários problemas e gerar valor para a sociedade.

Publicidade

O principal desafio em ter boas ideias para empreender consiste no facto de que, quando pensamos, lidamos ao mesmo tempo com muitas emoções, acções, lógica e a surpreendente criatividade.

O sonho de todos os empreendedores é ter uma ideia que tenha sucesso, que seja escalada, que tenha impacto mundial, mas, se não for bem executada, pode falhar, mas mesmo assim, é positivo, porque faz parte da viagem, aprender com as falhas e erros são características importantes de um empreendedor de sucesso.

Para ter boas ideias para empreender, temos de ter muita coragem, persistência e uma dose de loucura moderada. Não existe uma fórmula mágica, mas a melhor forma para se ter uma boa ideia para empreender é sonhar em grande, ser ambicioso e ter muitas ideias. Aquilo que diferencia as pessoas comuns de grandes empreendedores, como Richard Branson e Elon Musk, não é a capacidade criativa, mas a aptidão para impulsionar essa capacidade, encorajando e desenvolvendo impulsos criativos.

Um dos maiores exemplos de impulsos criativos é a do físico inglês Isaac Newton com uma maçã nas mãos, sentado à sombra de uma macieira, o sonolento cientista teria a ideia, sem mover um músculo, da lei universal da gravidade. Os impulsos criativos são o grande motor para se ter boas ideias de empreendedorismo, estão presentes na nossa vida todos os dias, mas a maioria das pessoas não os sabe interpretar, desperdiçando grandes oportunidades.

As melhores ideias são geralmente aquelas que surgem organicamente, que crescem de forma natural resultantes das experiências das pessoas. Nesse sentido, a melhor maneira é não pensar, mas sim observar. Partir à descoberta, ficar atento ao que nos rodeia, nas nossas experiências, descobrir as necessidades e problemas. As grandes ideias são as soluções para um determinado problema.

As boas ideias surgem muitas vezes na pesquisa das tendências. Como vai ser daqui a três ou cinco anos? Quais problemas existirão? Um exemplo actual é o 5G ou a mobilidade eléctrica que vai transformar várias indústrias.

Acredito que, nas mais diversas áreas de actividade, as descobertas de novas e boas ideias para empreender estão relacionadas com a criatividade e, acima de tudo, saber encontrar os impulsos criativos.