O ecossistema de startups portuguesas está a crescer nos últimos anos, actualmente podemos ver que existem vários casos de sucesso, como a Farfetch, a Outsystems, a Talkdesk e a Feedzai, que já atingiram a categoria de unicórnios, startups que apresentam uma valorização superior a mil milhões de dólares.

Publicidade

Todos estes exemplos são prova que o nosso país tem um potencial para o desenvolvimento de startups, nesse sentido podem ser criadas condições para que seja possível atrair startups mais pequenas para os territórios do interior e existem várias formas para o fazer.

1 – Melhorar a cobertura de Internet

Boas condições de internet são um factor fundamental para muitas startups, principalmente na área tecnológica. É claramente uma lacuna que inviabiliza a fixação de empreendedores no interior. Este problema pode ser resolvido com a melhoria da cobertura móvel através de incentivos para instalação de antenas. Outra das soluções é a utilização de sistemas de internet por satélite, podendo haver um apoio financeiro na contratação deste tipo de serviços de forma a ser mais viável a sua utilização.

2 – Melhorar as acessibilidades

Portugal é o país da Europa com mais auto-estradas per capita, principalmente localizadas no litoral, e continuamos a construir mais, deixando o interior na maioria das vezes fora desses investimentos. A criação de novas estradas no interior é fundamental e urgente, outros países europeus já o fazem com resultados muito positivos.

3 – Incentivos fiscais

É necessário haver incentivos fiscais para atrair startups para o interior para um reforço da competitividade. Estes incentivos podem estar ligados à contratação de colaboradores, sendo uma forma eficaz para o desenvolvimento da actividade.

Uma maior coesão territorial é um fator determinante para o desenvolvimento sustentável, onde o ecossistema das startups é um grande contributo para esse objectivo.