O acesso à educação é fundamental para o desenvolvimento da sociedade, garantindo o seu progresso científico, cultural e tecnológico, algo que a educação online veio revolucionar.  

A educação online têm evoluído muito nos últimos anos, tornando-se cada vez mais acessível, principalmente para quem não têm alternativas devido a sua localização ou aos seus baixos rendimentos financeiros, criando oportunidades de ensino para todos, promovendo uma democratização do conhecimento sem precedentes.  

O desenvolvimento tecnológico e o crescimento da Internet  têm sido os grandes impulsionadores da educação online, tornando-a mais interativa e aumentando a sua utilização. Esse factor fez com que seja uma das principais tendências nos próximos anos.

O estudo criado pela a empresa de cibersegurança Kaspersky Lab divulgado em 2018, aponta que 40% dos estudantes universitários estão a preparar-se para profissões que ainda não existem, pois as profissões actuais vão mudar radicalmente ao longo dos próximos 20 anos.

Estes dados apontam claramente para a importância de uma aprendizagem ao longo da vida como um elemento fundamental de adaptação e melhoria das suas competências, sendo a educação online decisiva neste processo.

Actualmente, devido ao coronavírus, a China teve de fechar escolas, deixando sem aulas mais de 180 milhões de estudantes, um problema que foi solucionado rapidamente pelo Ministério da Educação chinês, que lançou a maior plataforma de educação online do mundo para transmitir aulas de várias disciplinas possibilitando o acesso a conteúdos actualizados pelos professores em permanência.

A plataforma educacional chinesa que nasceu em plena crise, envolveu o governo e grandes empresas chinesas, garante suporte até 50 milhões de alunos online em simultâneo, um feito surpreendente em todo o mundo, destacando a importância que a china dá a educação.

Vivemos em plena sociedade do conhecimento, num mundo cada vez mais conectado. O ensino vai adaptar-se e evoluir seguindo uma forte componente online, introduzindo vários desafios às instituições de ensino e muitas oportunidades em termos de inovação, revolucionado a forma como os cursos são dados e como os estudantes aprendem.