Publicidade

A primeira entrevista TOP do Startup Blog é com a grande empreendedora Romana Ibrahim fundadora e CEO da startup Keep Warranty.

Quem é a Romana Ibrahim? 
A Romana Ibrahim, embora licenciada na área de saúde, cedo foi atraída para o mundo do empreendedorismo, estando associada a empresas das áreas de trading, business intelligence e imobiliário em Portugal, Angola, entre outros países.
Desde Agosto de 2017 envolveu-se na criação de várias soluções digitais, transformando-as em negócios reais. Em 2018, com o projecto Keep Warranty, foi distinguida com o galardão de Founder of the Year pela Portuguese Women in Tech, uma comunidade dedicada a reconhecer mulheres que se têm destacado dentro da indústria tecnológica em Portugal. O seu espírito empreendedor e disruptivo fazem dela uma força a considerar no espaço de startups inovadoras, tendo sido convidada para participar em vários fóruns europeus de tecnologia em 2019, como o Paris Fintech Forum e o Viva Technology Forum.
Paralelamente à sua atividade profissional, um dos seus objetivos permanentes é criar novas oportunidades para mulheres em todo o mundo, incluindo países africanos. Assim, é Madrinha da GMA, uma associação filantrópica que apoia a educação de crianças e mulheres em Angola, e recentemente passou a representar a organização “The Next Woman” de origem Holandesa em Portugal, sendo ainda Embaixadora da ‘’Women in Tech’’ em Angola.
Fora da área de trabalho, é mãe de dois filhos de 10 e 12 anos, com quem adora passar o seu tempo livre. Calma, tranquila, e muito focada acredita nos super poderes das mulheres, sendo o maior a educação que transmitem, diariamente, aos seus filhos ou a quem as rodeia. E que isso sim, ajudará as mulheres a conquistar muito mais no mundo. Acredita em boas energias e na felicidade das pequenas coisas da vida, e que não há nada melhor que levar a vida com um sorriso.

Como surgiu a ideia de criar a Keep Warranty? 

A ideia para criar a Keep Warranty surgiu num domingo à tarde: a Playstation dos meus filhos avariou, e, naturalmente, ninguém sabia onde estava a garantia. Resultado, fomos ao retalhista onde foi comprada e como não tínhamos a fatura, ativar a garantia foi um processo extremamente complicado e demorado. Depois dessa experiência, interroguei-me como é que podia resolver um problema, que afecta todos nós. Quem nunca precisou de ativar uma garantia e simplesmente não encontrou a fatura? Sabemos que a guardámos, mas, inexplicavelmente, desapareceu e não temos ideia de onde possa estar e, acabamos por ter de desistir da garantia, ou gastar imenso tempo e energia no processo… Foi assim que decidimos criar uma solução amigável, que permite ao utilizador guardar, organizar e aceder a todas as garantias quando e onde quiser, lembrando-o também quando elas estão prestes a expirar.
Como parte da sua plataforma multi-serviços, a Keep Warranty está a estabelecer parcerias com bancos e seguradoras, retalhistas e marcas com o objectivo de reduzir os custos de apoio ao cliente sem comprometer a qualidade,  e de aumentar a satisfação do cliente. Em suma, melhorar a experiência global do cliente de forma não intrusiva e, assim, aumentar a sua proximidade, envolvimento e fidelização.

Quais foram os desafios iniciais? 
Os desafios iniciais de um negócio passam sobretudo pela sua validação, incluindo a sua aceitação no mercado, tanto pelos consumidores como pelos potencias parceiros de negócios. Quando lançámos a Keep Warranty em final de Outubro de 2017, passado poucos dias estávamos no WebSummit, onde tivemos a maior cobertura mediática que alguma vez uma startup com menos de um mês teve: desde sermos nomeados como uma das startups com uma das ideias mais brilhantes, a sermos entrevistados para a rádio, televisão, as mais reconhecidas publicações etc., tudo porque se trata de uma ideia simples que resolve um problema que afeta milhões de pessoas. Por parte dos consumidores a aceitação tem sido excelente e supera todas as nossas expetativas,
Acima referi o outro grande desafio que tem a ver com os parceiros de negócios do nosso mercado (português) que é a resistência à mudança e entender que a satisfação do consumidor não é um capricho mas sim um investimento fundamental. O nosso retalho não se preocupa em oferecer soluções integradas aos seus clientes, e isso para além de começar a criar um grande desconforto aos consumidores, começa a ser uma porta de entrada para a concorrência internacional que vê no mercado português um mercado fácil de penetrar precisamente por não oferecer aos consumidores soluções inovadoras. Para a Keep Warranty, não faz sentido que uma parceria em Espanha seja feita em menos de 1 mês e em Portugal demore 6 meses, e que no final a nossa ideia seja copiada.

A Keep Warranty está presente em quantos países? 

A Keep Warranty está disponível em todo o mundo em android e iOS, à excepção de países cujas politicas governamentais não permitem às populações terem acesso a todas as tecnologias sem verificação e autorização prévia. Por se tratar de uma aplicação global, já está disponível em 11 línguas, entre as quais as mais faladas mundialmente: Inglês, Português, Espanhol, e outras como holandês e francês. Em termos de desenvolvimento de negócios temos trabalhado sobretudo em 3 mercados: Portugal, Espanha e Holanda, no entanto estamos já a negociar com parceiros em Angola, França e Reino Unido.

Como foi a experiência em participar no Startupbootcamp, o maior programa de aceleração da Europa, em Amesterdão? 
Ser selecionado por um acelerador nomeado pela Forbes como um dos Top10 do mundo tem um valor imensurável, traz credibilidade e mostra o nosso valor e potencial, tanto a parceiros como a investidores.
A participação no FinTech & CyberSecurity’19 do StartupBootCamp Amsterdão foi como entrar num turbilhão de energia, ideias, inovação, relações e oportunidades, e abriu-nos portas que de outra forma demoraríamos muito mais tempo a abrir. Em apenas 3 meses de intenso trabalho, todas as nossas ideias e propostas foram analisadas, criticadas e afinadas com a ajuda de mentores e conselheiros de classe mundial, o que nos permitiu atingir grande maturidade e competitividade em tempo record.
Para terem uma ideia, nos últimos meses assinámos um contrato com um parceiro de seguros em Espanha para oferecer seguros através da app Keep Warranty aos clientes de uma rede de 1500 lojas físicas de produtos electrónicos; temos também pilotos em curso com um dos maiores bancos holandeses e, brevemente, com um dos bancos mais inovadores em Portugal. Ao mesmo tempo estamos a explorar oportunidades em Angola, onde estamos a negociar com um banco e o seu braço de seguros. No segundo semestre de 2019, pretendemos abrir mais dois mercados: a França e o Reino Unido, onde temos negociações abertas com players relevantes nos sectores bancário, de seguros e retalho.

Quais são os factores diferenciadores da aplicação Keep Warranty? 

A Keep Warranty é uma solução B2B2C, o que significa que para o utilizador final é uma solução gratuita que lhe permite guardar, organizar e gerir todas as garantias e aceder-lhes a qualquer hora e em qualquer lugar, lembrando ainda quando estão prestes a expirar.
Do ponto de vista dos nossos parceiros de negócio, é uma solução digital que lhes permite obter uma melhor compreensão dos seus clientes para desenvolver estratégias e produtos que simplifiquem a sua experiência no dia-a-dia, reinventando a maneira como se conectam com clientes existentes. Isso é conseguido recorrendo a análise de dados em tempo real e a inteligência artificial, abrangendo todo o ciclo de vida do produto, o que permite prever, antecipar e atender às necessidades e expectativas dos clientes e criar produtos e serviços inovadores e personalizados, bem como oferecê-los no momento certo.

Em termos de tecnologia, a Keep Warranty é uma solução tecnológica integrada para conectar utilizadores a fornecedores relevantes: a nossa API pode ser integrada a seguradoras, bancos, retalhistas, marcas e outros players do mercado, podendo ser, igualmente, usada como um software as a service.
Os métodos de autenticação utilizados, juntamente com a implementação da tecnologia de blockchain, garantem a segurança e os direitos de proteção de dados dos nossos utilizadores e salvaguardam a fiabilidade e credibilidade da Keep Warranty e dos seus parceiros.

Quais são os próximos passos da Keep Warranty? 
Continuar a trabalhar afincadamente de forma a tornarmo-nos uma referência no nosso campo de atuação. O nosso trabalho tem sido reconhecido, infelizmente mais internacionalmente do que em Portugal, mas quando recebemos diariamente, feedback de utilizadores satisfeitos porque puderam trocar os seus produtos, usar as suas garantias ou enviar as faturas para a contabilidade, significa que confiam em nós. E esse é o nosso maior valor, e que muitas vezes não é conseguido por marcas com mais de 2 décadas.