Publicidade

A televisão ficou para a História como a caixa que mudou o mundo, uma revolução que transformou a sociedade, democratizou e facilitou o acesso ao entretenimento e a informação.

Como principal meio de comunicação criado no século XX, a televisão teve a sua primeira emissão no dia 26 de janeiro de 1926, no laboratório do engenheiro escocês John Logie Baird, em Londres. Era uma imagem de 30 linhas na vertical a preto e branco, que possibilitava distinguir uma personagem. As primeiras transmissões experimentais tiveram início nos Estados Unidos, em 1930, pela NBC.

A televisão em Portugal nasceu em 1957, tornou-se logo um fenómeno nacional, quem não possuía um televisor, que na altura era considerado um produto de luxo, ia para cafés ou outros locais públicos ver os programas preferidos. A caixa mágica que mudou os hábitos da nossa sociedade vive atualmente a sua maior transformação. Numa época onde a tecnologia evolui a uma velocidade vertiginosa, a televisão passa ser uma experiência exclusiva e altamente personalizada, com uma mistura de canais tradicionais, conteúdos em vídeo digital e com a ligação a internet, permitindo dessa forma acesso a um mundo infinito de possibilidades.

O futuro da televisão passa, acima de tudo, por uma componente digital. Recentemente, um estudo publicado pela empresa de pesquisa Ofcom aponta que, pela primeira vez no Reino Unido, os canais de televisão por streaming ultrapassaram os canais por cabo pagos. Tudo aponta para que seja uma tendência gradual em todos os países europeus.

O consumo de conteúdos de entretenimento está em plena mudança, onde empresas como a Netflix e a Amazon Prime ganham destaque e tornam-se os principais produtores. A internet da banda larga foi a principal impulsionadora dos canais de streaming, permitindo um acesso generalizado destes conteúdos alternativos.

O digital vem transformar a televisão por completo. Recentemente, a rede social Instagram, uma das mais utilizadas em todo o mundo, lançou a IGTV, uma aplicação de vídeos que imita a televisão, para que seja uma plataforma que facilite a criação de conteúdos a uma escala global. A televisão do futuro vai estar ligada às principais plataformas digitais, onde a interação e a personalização serão as suas principais componentes. Uma área em plena mudança onde existem muitas oportunidades para novos projetos inovadores.